Sabe quando te contam algo que você desejou nunca ouvir? A sensação é de choque. Um choque que te paraliza e só deixa o seu coração bater forte, socando seu peito com a maior força possível para que ainda te deixe viva.

Por um minuto eu pensei que eu fosse ser destruída alí. Meu coração queria fugir das informações que meu cérebro estava recebendo. Mas quando quem passou a informação para quem te contou, é alguém que você mal conhece, em quem você vai acreditar? Acreditar no primeiro condutor da mensagem? Acreditar na pessoa envolvida na história – que você ama e ela diz que te ama também?

Por quê, Deus, quando sempre está tudo tão “perfeito”, algo tem que vir pra estragar? O clima estava tão sereno, por quê do nada surgiu essa tempestade? Eu não estava carregando guarda-chuva comigo, nem capa de chuva. Me mantive alí na chuva, sentindo cada gotícula de água que escorria pelo meu rosto, junto às lágrimas.

Em quem eu tenho que confiar? O quê meus olhos não vêm, meu coração não pode sentir. Mas o que me contam e meu cérebro processa a mensagem, faz meu coração entrar em desespero e palpitar mortalmente no meu peito. Paro pra pensar agora de uma forma romântica… Será que meu coração bateu tão forte dessa forma pra que eu prestasse atenção nele?

Me perdoem, amigos. Mas eu vou seguir meu coração.
Quem vai ter o coração quebrado se algo der errado no caminho sou eu, não é? Então não se preocupem comigo, vocês não vão sentir nada se isso acontecer, eu prometo. O pior que pode acontecer se meu coração vier a se partir pela “100º vez”, é ele esfriar mais…

O que me resta é pensar positivo. Vou confiar no meu coração. Sou teimosa. Gosto dos desafios, por mais que eu tema as consequências deles. Vou na fé. Segurando na mão Dele e esperando confiante que Ele não a solte.

Não precisa escalar montanhas. Não precisa cruzar o oceano. Não precisa achar uma cura para tudo isso que te faz chorar. Não precisa alcançar as estrelas, quando a vida se torna escura, e quando o vento sopra na contra-mão. Você deve seguir seu coração. (…) Se você sente, você paga o preço.”

The URI to TrackBack this entry is: https://enferrujou.wordpress.com/2012/02/02/308/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: